Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Maia quer tirar radicalismo do debate sobre excludente de ilicitude

Marcelo de Moraes

Um dos pontos mais polêmicos do pacote anticrime, a questão do excludente de ilicitude deve enfrentar enorme resistência para ser aprovada no Congresso. Se já era vista com muitas reservas, depois da morte da menina Ágatha Félix, de apenas oito anos, no Rio, atingida por um tiro de fuzil, a proposta terá muita dificuldade de avançar.

Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara

Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou suas redes sociais no domingo para pedir cautela nesse debate. Conversei com o deputado e ele me disse que quer tirar o radicalismo dessa discussão.

“Ampliar o debate não tem nada de errado”, diz. “Quando você radicaliza o debate, tira o racional para encontrar soluções”, afirma Maia.