Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ronaldo Nogueira justifica pedido de demissão

Equipe BR Político

O agora ex-presidente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira, justificou seu pedido de exoneração do cargo, em nota publicada no site do órgão. Nesta quarta-feira, 12, o desligamento dele do cargo foi publicado no Diário Oficial da União. 

Ex-presidente da Funasa, Ronaldo Nogueira

Ex-presidente da Funasa, Ronaldo Nogueira Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Em virtude das notícias veiculadas na imprensa nacional nos últimos dias, com ilações sobre o meu nome, tomei a decisão individual de apresentar meu pedido de demissão do cargo de presidente da Funasa”, diz trecho da nota publicada ontem. Ele é ex-ministro do Trabalho no governo Temer, e foi alvo, na semana passada da Operação Gaveteiro, da PF. A operação investiga irregularidades no extinto Ministério do Trabalho por meio da contratação de uma empresa da área de tecnologia.

Nogueira justifica que, com sua saída do cargo, ele poderá “provar” que é inocente. “Desta forma, terei mais tempo para dedicar-me à minha defesa e para trazer à luz a verdade dos fatos, bem como, preservar as atividades e a integridade da Funasa, fundação esta que aprendi a admirar e a respeitar, pela importância do seu trabalho para o povo brasileiro”, diz o texto. Ainda não foi anunciado o substituto de Nogueira no cargo.