Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Russomanno diz que pode criar auxílio emergencial paulistano

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Assim como tenta seu principal padrinho político, o candidato Celso Russomanno (Republicanos) afirmou que estuda a criação de um auxílio emergencial paulistano, caso seja eleito para prefeito de São Paulo. “Não tem no programa, mas estamos estudando uma forma de implementar um auxílio paulistano. Seria um complemento ao que o governo federal está fazendo, voltado para o mesmo público. Mas eu e o Marcos (da Costa, candidato a vice em sua chapa) inclusive discutimos bastante isso para saber de onde vamos tirar o dinheiro e manter investimentos e serviços”, afirmou ele durante visita ao Sindicato dos Trabalhadores com Aplicativos de Transporte Terrestre Intermunicipal do Estado de São Paulo, informa Paula Reverbel, do Estadão.

O candidato à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno Foto: Hélvio Romero/Estadão

O candidato aguarda o apoio público do presidente Jair Bolsonaro a sua campanha. O chefe do Planalto está na segunda tentativa de criar um programa assistencial aos moldes do Bolsa Família. A primeira, com o chamado Renda Brasil, naufragou após Bolsonaro vetar a fonte que sustentaria a iniciativa, as aposentadorias. Agora, tenta colocar de pé o que batizou como Renda Cidadã, mas, na largada, já recebe pedradas da oposição e de líderes aliados do governo pelo fato de uma das fontes, outra vez, ser o Fundeb e os precatórios. O risco, apontam, é de pedalada.

Segundo Russomanno, “Bolsonaro foi o único (governante) que estendeu a mão para essa população. Você conhece algum programa do governo do Estado ou do município de auxílio emergencial? Não tem nada”.