Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Russomanno associa ‘falta de banho’ de moradores de rua com ‘resistência’ a covid-19

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Celso Russomanno, candidato do Republicanos à Prefeitura de São Paulo, deu uma declaração que pode ser um “tiro no próprio pé”. O deputado federal disse que moradores de rua e da Cracolândia podem ser “mais resistentes” ao coronavírus por “não tomarem banho”. “Não temos uma quantidade imensa de moradores de rua com problema de Covid. Talvez eles sejam mais resistentes do que a gente, porque eles convivem o tempo todo nas ruas, não tem como tomar banho todos os dias, etc e tal”, afirmou durante evento na Associação Comercial de São Paulo.

O candidato à prefeitura de São Paulo Celso Russomanno

O candidato à prefeitura de São Paulo Celso Russomanno Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A declaração foi dada durante críticas do candidato à política de isolamento adotada pela Prefeitura da capital, gerida por Bruno Covas (PSDB). Russomanno, que é o candidato mais próximo do presidente Jair Bolsonaro, defendeu um isolamento “vertical”, algo repetido ad nauseam pela militância bolsonarista.

“Esse isolamento deveria ter sido feito, depois dos primeiros 30 dias, de forma vertical, cuidando das pessoas com problemas respiratórios, das pessoas cardíacas, dos idosos, das pessoas com deficiência”, disse o candidato.

Não há evidências científicas nem de que a falta de hábitos de higiene gere uma “resistência” ao coronavírus, nem de que o chamado “isolamento vertical” seria algo viável de ser adotado em nenhuma parte do mundo.