Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Salles agradece Guedes por verba para Ibama depois de corte

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que tomou, na quarta-feira, 21, a decisão de retirar brigadistas e suspender todas as operações de combate a incêndios no País devido a falta de verba, agradeceu nesta sexta ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pela liberação de R$ 60 milhões à Pasta. “Quero agradecer ao nosso Min. Paulo Guedes que acaba de me informar que deve liberar, ainda hoje, os 60 milhões necessários à continuidade das ações do IBAMA no combate às queimadas e ao desmatamento ilegal. Tks PG !”, escreveu nas redes sociais.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles Foto: Adriano Machado/Reuters

O estrangulamento das contas do Ibama e ICMBio que resultou na paralisação das operações, no entanto, ocorreu justamente devido a um corte no orçamento do Meio Ambiente imposto pelo Ministério da Economia há alguns meses. Com o limite de gasto para a Pasta reduzido, as entidades acumularam um rombo de cerca de R$ 25 milhões juntas que incluia dívida de contas de luz e água em prédios dos institutos.

Antes da promessa de injeção de Guedes, o ministro do Desenvolvimento Regional e desafeto do chefe da Pasta da Economia, Rogério Marinho, havia oferecido uma ajuda de R$ 30 milhões de emergência da Defesa Civil para cobrir as dívidas. A verba, no entanto, não poderia ser usada para bancar as ações do órgão.