Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Salles chama ação do MPF de ‘tentativa de interferir em políticas públicas’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Alvo de pedido de afastamento pelo Ministério Público Federal, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, classificou a ação como “tentativa de interferir em políticas públicas”. A Procuradoria acusa Salles de promover “desestruturação dolosa” da proteção ambiental e pede à Justiça que o retire do cargo imediatamente.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles Foto: Gabriela Biló/Estadão

“A ação de um grupo de procuradores traz posições com evidente viés político-ideológico em clara tentativa de interferir em políticas públicas do Governo Federal”, afirmou Salles, de acordo com o Blog do Fausto. “As alegações são um apanhado de diversos outros processos já apreciados e negados pelo Poder Judiciário, uma vez que seus argumentos são improcedentes”.

Em ação de improbidade administrativa, doze procuradores que assinam o pedido de afastamento afirmam que Salles teria atuado em série de atos, omissões e discursos que caracterizariam conduta intencional “com o objetivo de fragilizar a atuação estatal na proteção do meio ambiente”. A ação foi movida na esteira da declaração do ministro na reunião do dia 22 de abril, tornada pública pelo Supremo Tribunal Federal, sobre aproveitar a pandemia para “passar a boiada”.