Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Santos Cruz e o ataque ‘às gangues do serviço público’

Marcelo de Moraes

Futuro ministro da Secretaria de Governo, o general Santos Cruz reconheceu, em entrevista ao Correio Braziliense, a existência do que chamou de “gangues dentro do serviço público”, e deixou claro que uma das prioridades da próxima administração será impedir a repetição do problema. “Não se pode ter tolerância para a corrupção, porque é crime. O sujeito pode fazer erro administrativo. O cara errou, comprou um equipamento ali, por exemplo, e se enganou. Mas roubar dinheiro e formar gangues dentro do serviço público, não pode”, afirmou na entrevista dada às jornalistas Ana Dubeux e Denise Rothenburg.

Depois de citar o exemplo dos casos de corrupção descobertos no governo do Rio de Janeiro, Santos Cruz reconheceu a existência da atuação dessas “gangues” na esfera federal. “Existe escândalo na Petrobras, Correios, nos fundos de pensão, no Banco do Brasil, nos empréstimos para o exterior”, diz.

Tudo o que sabemos sobre:

General Santos Cruz