Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

São Paulo: 54,1% são a favor da manutenção do isolamento

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A maioria da população de São Paulo se diz favorável à manutenção do isolamento social na cidade. De acordo com levantamento da Paraná Pesquisas, 54,1% dos paulistanos apoiam o distanciamento social na Capital como medida de combate ao novo coronavírus.

54,1% dos paulistanos apoiam o distanciamento social na Capital como medida de combate ao novo coronavírus

54,1% dos paulistanos apoiam o distanciamento social na Capital como medida de combate ao novo coronavírus Foto: Alex Silva/Estadão

Outros 42,6% se dizem contrários ao isolamento social como está, enquanto 3,3% não sabem ou não opinaram. A quarentena na Capital teve início em 24 de março e está prevista para durar até o dia 31 de maio. Até lá, apenas atividades essenciais, como farmácias e supermercados, podem funcionar. A medida é criticada pelo presidente Jair Bolsonaro.

O levantamento entrevistou 1.206 paulistanos, entre os dias 13 a 18 de maio. A margem de erro estimada é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

Situação financeira

O principal argumento dos críticos do isolamento social nos Estados e municípios é baseado na quebra da economia. Desde o início da quarentena na Capital, a situação financeira das famílias piorou para 63% dos entrevistados. Para 32,8% a situação segue igual, enquanto que para apenas 1,2% melhorou. 3,1% não sabem ou não opinaram.

Mortes

Para 50,3% da população entrevistada, morreu mais gente no País do que o esperado em decorrência do novo coronavírus. De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, o Brasil já soma 16.792 óbitos pela covid-19. Para 23,9%, o número de mortes é menor do que o esperado, enquanto que 19,2% dizem que o número corresponde ao esperado. 6,6% não sabem ou não opinaram.