Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

São Paulo recebe 2º lote da Coronavac com 1 milhão de doses

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O governo de São Paulo recebeu na manhã desta quinta-feira, 3, o segundo lote de doses da Coronavac. O governador do Estado, João Doria (PSDB), acompanhou, no Aeroporto de Guarulhos, a chegada de 600 litros a granel da vacina produzida pelo laboratório Sinovac, correspondente a 967.741 doses. Com esta remessa já são 1 milhão e 120 mil doses enviadas pela farmacêutica chinesa Estado paulista.

São Paulo recebe segundo lote da Coronavac. Foto: Governo do Estado de SP.

Na primeira remessa, que chegou a São Paulo em 19 de novembro, o Estado recebeu 120 mil doses prontas do imunizante. A vacina está etapa final de estudos clínicos.

Ao todo serão 46 milhões de doses, sendo 6 milhões já prontas para aplicação e 40 milhões em forma de matéria-prima para formulação e envase em fábrica própria do Instituto Butantan.

Preparação

O processo de envase da remessa de insumos a granel deve levar de quatro a sete dias e envolverá, diretamente, cerca de 40 colaboradores do Butantan. A produção será ininterrupta.

“Estamos cumprindo mais uma etapa fundamental para disponibilizar a vacina em tempo recorde aos brasileiros. A tecnologia e expertise do Butantan já nos permitem realizar parte do processo produtivo em nossa própria fábrica, e estamos trabalhando para muito em breve podermos produzir integralmente a vacina, mediante processo de transferência de tecnologia por parte da Sinovac”, afirma o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

As demais remessas de vacinas continuarão a chegar no decorrer das próximas semanas. Já a disponibilização para a população ocorrerá somente após a comprovação da eficácia, que deverá acontecer após a conclusão da terceira fase dos estudos clínicos e posterior aprovação e registro por parte da Anvisa.

 

Tudo o que sabemos sobre:

coronavacSão PauloSinovacdoses