Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Saques de R$ 661 mil em 18 meses

Vera Magalhães

O relatório do Coaf que embasou o pedido de quebras de sigilo de Fabrício Queiroz e Flávio Bolsonaro mostra que o ex-assessor parlamentar do hoje senador sacou de sua conta no banco Itaú R$ 661 mil num período de 18 meses, de janeiro de 2016 a junho de 2018, informa o Estadão. A movimentação atípica foi informada pelo banco ao órgão de controle de atividade financeira. O volume equivale a realizar retiradas de mais de R$ 36 mil por mês.

Esse é outro relatório, diferente dos anteriores, que apontavam intensa movimentação de saques e depósitos em 2016, revelado também pelo Estadão em dezembro de 2018, e o que mostrava depósitos fracionados na conta de Queiroz em 2017.

Tudo o que sabemos sobre:

coafFlávio BolsonaroFabrício Queiroz