Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sargento preso com cocaína em avião da FAB é condenado na Espanha

Equipe BR Político

O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha desde junho de 2019 por portar 39 quilos de cocaína em uma viagem como parte da tripulação de apoio do presidente Jair Bolsonaro, foi condenado no país espanhol nesta segunda-feira, 24. O sargento deverá cumprir seis anos de prisão e pagar uma multa de 2 milhões de euros (cerca de R$ 9,5 milhões).

Além de responder ao processo na Espanha, Rodrigues tornou-se réu no Brasil em janeiro por decisão da Justiça Militar, por tráfico internacional de drogas. O sargento foi flagrado com a droga em sua mala durante uma escala do avião de apoio da comitiva de Bolsonaro, que viajaria ao Japão para uma reunião do G20. Na ocasião o presidente classificou o ocorrido como “inaceitável” e afirmou que o funcionário da Aeronáutica pagaria “um preço alto”.

O sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues foi pego com 39 quilos de cocaína na Espanha

O sargento Manoel Silva Rodrigues foi preso na Espanha com 39 quilos de cocaína em viagem por avião da FAB Foto: Clayton de Souza/Estadão

De acordo com o porta-voz do tribunal de Sevilha, onde o sargento é julgado na Espanha, a promotoria espanhola reduziu o tempo de prisão de oito para seis anos e um dia, pena aceita pela defesa do militar.