Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Saúde: Todas as vacinas que tiverem eficácia e registro da Anvisa serão adquiridas

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Ministério da Saúde informou nesta tarde de terça, 8, que todas as vacinas que tiverem eficácia e registro da Anvisa serão adquiridas pelo governo federal, após reunião presencial e por videoconferência com governadores do País para debater um plano nacional de imunização da população brasileira contra a covid-19.

No encontro, o titular da pasta, Eduardo Pazuello, discutiu com o governador João Doria (PSDB-SP), que cobrou uma posição do ministro sobre a compra da Coronavac, vacina para covid-19 que está sendo desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã. Alguns governadores também criticaram o fato do tucano anunciar seu calendário de vacinação com o imunizante em 25 de janeiro, à frente dos demais Estados.

Pazuello prometeu começar a vacinação no Brasil no fim de fevereiro, enquanto o Reino Unido iniciou sua campanha de vacinação hoje com o imunizante da Pfizer. Ele também disse que as primeiras 8,5 milhões de doses da Pfizer, de uma compra de 70 milhões, devem chegar ao País no primeiro semestre. Com as primeiras doses, será possível vacinar pouco mais de 4 milhões de pessoas.

Pazuello repetiu que o SUS tem acordos para receber 300 milhões de doses em 2021, sendo 260 milhões de Oxford/AstraZeneca e mais cerca de 40 milhões obtidas por meio do consórcio Covax Facility.

O ministro disse na reunião, porém, que foi feito um memorando de entendimento não vinculante com o Butantã e com a Pfizer. Segundo ele, a compra dessas vacinas ainda depende do registro dos produtos na Anvisa.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ministério da Saúdevacina