Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Se não montar uma base, toda votação será sofrida para o governo

Marcelo de Moraes

Numa sequência de postagens feitas hoje no Twitter, o líder do governo na Câmara, deputado Major Vítor Hugo (PSL-GO), reconheceu que ainda não existe uma base aliada no Congresso. E a má notícia para o governo é que isso vai transformar todas as votações de interesse do Planalto numa desgastante batalha.

Quando assumiu, Jair Bolsonaro deixou claro que não seguiria o modelo nefasto do presidencialismo de coalizão, onde na base do toma lá, dá cá, os governos conseguiam apoio no Congresso. Se acertou em cheio ao acabar com essa relação, Bolsonaro errou quando imaginou que poderia fechar alianças com bancadas temáticas fortes (ruralistas, evangélicos, etc). Sem ter apoio garantido nem no seu próprio partido, o PSL, o presidente já percebeu que cada votação está se transformando num sofrimento para conseguir votos. E enquanto não encontrar uma maneira de organizar um amplo grupo fixo e leal para lhe apoiar na Câmara e no Senado, Bolsonaro sofrerá o desgaste político para tentar aprovar suas propostas. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

base aliadaMajor Vítor Hugo