Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Se o nazismo fosse de esquerda, Bolsonaro não teria perdoado o Holocausto’

Equipe BR Político

Fernando Haddad continua em ritmo de campanha em sua cruzada para criticar o presidente Jair Bolsonaro. Cheio de munição após as declarações do atual ocupante do Palácio do Planalto, o petista comentou fala de Bolsonaro sobre o Holocausto, na qual o presidente defendeu que o extermínio em massa dos judeus pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial “pode ser perdoado, não esquecido”. “Se o nazismo fosse de esquerda, Bolsonaro não teria perdoado o Holocausto”, disse Haddad, aproveitando para recordar a polêmica se o regime de Adolf Hitler seria associado à esquerda ou à direita.

Tudo o que sabemos sobre:

Fernando HaddadJair Bolsonaro