Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Secretário da Bahia: ‘Refutamos qualquer aspecto político de ação policial’

Equipe BR Político

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa, divulgou um vídeo para a imprensa nesta tarde de segunda, 10, em que diz refutar qualquer “aspecto político” da ação policial conduzida pelo Estado baiano de captura e morte do ex-policial Adriano da Nóbrega no domingo. Mais cedo, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, elogiou o trabalho das forças fluminenses de segurança na operação, responsáveis pela mobilização dos policiais da Bahia.

Adriano era acusado de integrar um grupo de milicianos que praticava grilagem, extorsão, pagamento de propina e agiotagem, bem como era suspeito de integrar um grupo de “rachadinha” no gabinete do então deputado Flávio Bolsonaro, hoje senador pelo PSL. Também chegou a fazer parte das investigações da morte da ex-vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes, mas essa frente de apuração não foi adiante em razão de maiores evidências que levaram à prisão de Ronnie Lessa e Élcio Queiroz, supostamente autor do disparo e motorista do veículo que transportava Lessa, respectivamente. Lessa e Queiroz faziam parte do mesmo grupo de milicianos de Nóbrega.

“Infelizmente acabaram levando a questão para um lado político. Gostaria de ressaltar que não há nenhum interesse por parte da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar da Bahia de esconder qualquer tipo de crime cometido por Adriano e sua quadrilha”, disse ele em vídeo. Segundo o secretário, as forças de segurança da Bahia vão agir “com a mais absoluta transparência. Não temos nada a esconder, colocamos a investigação à disposição de quem quer que seja para refutar completamente o aspecto político que estão querendo dar a uma ação típica de polícia”, completou.