Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Secretário da Fazenda joga PEC dos municípios no colo do núcleo político

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O secretário especial da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, deixou nas mãos do “núcleo político” a PEC dos municípios, que deve ser votada nesta terça-feira, 22, pela Câmara e que aumenta em 1% o repasse da União para o Fundo de Participação dos Municípios.

“Reforço o ponto: o governo acredita em um federalismo forte. A minha fala final é que tudo tem que ser analisado em contexto. A União tem fragilidades fiscais e continua tendo. Estamos melhorando dentro do possível. Fizemos em 2019 uma importante redução da dívida bruta, reduzimos o déficit primário e buscaremos essa trajetória em 2021 em diante. 2020 é uma pausa. Com relação a qualquer medida que gere impacto sobre a União, essa análise tem que ser feita em contexto”, disse Waldery.

A PEC foi pautada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na sessão da última segunda-feira, 21. Diante da obstrução, Maia deu 24 horas para a base do governo se organizar para tentar tirar a proposta de votação. Nesta terça-feira, entretanto, o líder do governo na Casa, Ricardo Barros (PP-PR), passou a defender a votação.