Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Securitização ainda é exigência para votação da Previdência

Gustavo Zucchi

Apesar das duas vitórias conquistadas nesta semana em projetos do pacto federativo, os senadores ainda exigem que a Câmara dos Deputados aprove a securitização da dívida dos Estados para que a reforma da Previdência seja votada sem maiores problemas no dia 22 de outubro. Assim como aconteceu com a cessão onerosa, ainda não há um acordo entre os líderes para que o projeto seja votado. Ao BRPolítico, o relator do texto, deputado Alexandre Leite (DEM-SP) disse que pela aprovação, irá acatar awors emendas propostas e deixará que os senadores resolvam o que fica e o que sairá do texto.