Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sem novo socorro a Estados

Equipe BR Político

Com um aumento bilionário da dívida pública, o Ministério da Economia descartou um novo socorro aos governos regionais. Até 2022, o aumento já garantido por conta das recentes renegociações e suspensões de pagamentos de dívidas de Estados e municípios é de de R$ 166,7 bilhões na dívida.

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou que não se estuda uma flexibilização no Regime de Recuperação Fiscal (programa de ajuda aos Estados), numa versão “ligth”, para abarcar mais governadores, informou o Estadão. E afirmou que a maior parte das medidas, como redução dos gastos com folha de pagamento, depende apenas dos próprios Estados.