Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senado revida e aprova sessão solene a Paulo Freire

Equipe BR Político

Quando se constata no dicionário o significado da palavra “energúmeno”, causa, no mínimo, estranheza que o presidente da República do Brasil, Jair Bolsonaro, tenha utilizado-a para se referir ao educador Paulo Freire. O energúmeno é um indivíduo possuído pelo demônio, uma pessoa violenta e brutal ou um ignorante boçal e imbecil. Não é o que a maioria dos congressistas da Câmara e do Senado pensa. Na primeira Casa foi aprovada uma moção de aplauso para Freire, que faleceu em 1997. Na Casa dos senadores foi aprovada a realização de uma sessão solene em homenagem ao pedagogo, que será no ano que vem. “Não são os muros das universidades que, apenas para dentro, precisam se indignar com essa tamanha agressão ao mestre da educação, mas, sim, qualquer homem e mulher que sabe que, um dia, nós podemos ser melhores se praticarmos o bem”, afirmou o senador Weverton (PDT-MA), responsável pelo requerimento.

Tudo o que sabemos sobre:

senadoPaulo Freireeducação