Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senado votará ajuda emergencial de R$ 600

Vera Magalhães

O Senado vota na tarde desta segunda-feira o pacote de ajuda emergencial a trabalhadores informais e pessoas acima de 18 anos que preencham uma série de requisitos, como ter renda familiar per capita inferior a meio salário mínimo ou familiar total inferior a três salários mínimos.

A medida foi aprovada na quinta-feira pela Câmara, mas a demora no trânsito burocrático entre as duas Casas levou a que ela não pudesse ser votada já na sexta-feira pelos senadores. O projeto só chegou à Casa no fim da tarde de sexta.

O plenário do Senado, em Brasília

O plenário do Senado, em Brasília Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

No fim de semana, a deputada Tábata Amaral (PDT-SP) questionou por que o governo federal não concedera a ajuda de R$ 600 por medida provisória, para que ela tivesse repasse imediato, antes mesmo de as duas Casas do Legislativo terem de votar. “A MP é o único instrumento previsto na Constituição que poderia fazer a ajuda de R$600 valer desde já. Quem tem fome, tem pressa. Se o PR quisesse, a população já estaria assistida”, escreveu ela.

A sessão do Senado será comandada pelo vice-presidente da Casa, Antonio Anastasia (PSD-MG), uma vez que o presidente, Davi Alcolumbre (DEM-AP), ainda está afastado em tratamento para covid-19.

Tudo o que sabemos sobre:

senadoajuda