Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Senador Chico Rodrigues pede afastamento por 90 dias

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Flagrado em operação da Polícia Federal com R$ 33 mil escondidos na cueca, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) pediu nesta terça-feira, 20, licença do mandato por 90 dias. Como o afastamento é inferior a 120 dias, o suplente do senador, que é filho dele, não assumirá o mandato. A decisão já foi comunicada ao Senado.

O senador Chico Rodrigues

O senador Chico Rodrigues Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Após o flagrante, partidos protocolaram uma representação no Conselho de Ética no Senado pedindo a cassação do mandato do ex-vice-líder do governo na Casa.

Durante a licença, Rodrigues não receberá o salário, de 33.763,00, segundo informou a assessoria do parlamentar.

Com o afastamento de Rodrigues, a expectativa no Senado é de que o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) não julgue a decisão individual do ministro Luís Roberto Barroso, que determinou afastamento de Rodrigues por 90 dias. A medida, contudo, não esvazia o julgamento, previsto para quarta-feira, 21. Por meio da assessoria, Barroso informou que analisará o caso se e quando for informado oficialmente da formalização da licença pelo senador.

Em tese, o ministro pode manter o julgamento no plenário, mas poderia pedir a retirada da pauta, já que o efeito da liminar – afastamento por 90 dias – terá sido alcançado, informou o Broadcast Político.