Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senador pede que OAB puna Wassef por ocultar informações sobre Queiroz

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) enviou nesta quinta-feria, 18, ofício ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, em que pede que a OAB faça a apuração e responsabilização do advogado Frederick Wassef por ocultar informações sobre o ex-assessor Fabrício Queiroz, que trabalhou para o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no período em que este foi deputado estadual no Rio de Janeiro.

O senador Fabiano Contarato

O senador Fabiano Contarato Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Na manhã de hoje, o ex-auxiliar de Flávio na Alerj foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo, numa casa pertencente a Wassef, que defende Flávio das acusações referentes a investigação de rachadinha e já representou o presidente Jair Bolsonaro no caso Adélio Bispo.

No documento, Contarato cita uma entrevista do advogado, em setembro de 2019, em que afirma não saber do paradeiro de Queiroz. Segundo a Polícia Civil, Queiroz morava no imóvel há um ano.

“Os fatos ora narrados, ainda que potencialmente, ferem a dignidade e a moralidade da profissão de maneira pública, uma vez que associam o exercício da advocacia ao encobrimento de manobras espúrias, situação que se distancia do papel essencial estabelecido à classe pelo art. 133 da Constituição Federal. Solicito, portanto, providências por parte desse Conselho Federal para que seja apurada a potencial ocorrência de infração ética nas condutas ora apontadas, por violação aos preceitos que regem a advocacia”, diz Contarato no ofício.