por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senadora diz que leilão criou ‘reserva de mercado’

Equipe BR Político

Após perder batalha na Justiça contra o leilão da Ferrovia Norte-Sul, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) acusou o governo de fazer “reserva de mercado” com a vencedora Rumo. “Nós estamos andando para trás. Não entendo um governo que se diz liberal, ‘eu sou o mercado’, ‘sou livre iniciativa’, e nessa hora faz reserva de mercado e ajuda apenas uma empresa a tomar conta do frete no País”, disse ela nesta tarde de quinta, 28, no plenário do Senado.

Já na audiência audiência conjunta das comissões de Relações Exteriores e Tecnologia, também nesta tarde, a parlamentar se disse “muito decepcionada”, uma vez “que essa ferrovia faz parte da minha luta há mais de 10 anos. Todos os contratos estão sendo refeitos sem direito de passagem. As duas empresas (Rumo e VLI) serão as únicas com direito de passar em 28 mil km, sendo que 2/3 deles estão paralisados”, afirmou.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ferrovia Norte-SulKátia Abreu