Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senadora em defesa de Flavio

Equipe BR Político

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro vai mantendo o silêncio sobre o cada vez maior envolvimento de seu filho, Flavio, no caso Fabrício Queiroz, outros eleitos pelo do PSL saem em defesa do senador eleito após surgir na mídia informações de que relatório do Coaf também aponta movimentações suspeitas do então deputado estadual. Como mostra a Coluna do Estadão deste domingo, a senadora eleita e juíza aposentada Selma Arruda (MT) gravou um vídeo afirmando que “não há irregularidade nenhuma” nos documentos apresentados até então.

Já o deputado eleito Major Vitor Hugo (GO), futuro líder do governo Bolsonaro, foi mais contido. Disse apenas que não via sentido em comentar o caso. Já o vice-presidente eleito, Hamilton Mourão, se junto ao coro de Flavio e bateu na condução da investigação por parte do MP.