Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Senadores divulgam nota contra reeleição de Maia e Alcolumbre

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Na esteira da Carta à Nação Brasileira e ao Supremo Tribunal Federal, documento preparado pelo Centrão na Câmara, um grupo de 14 senadores divulgou nota, na noite de terça-feira, 1, se posicionando contra a possibilidade de reeleição dos atuais presidentes do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-AP), no Senado e Câmara, respectivamente.

Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A nota afirma não haver espaço para reeleição dos presidentes das Casas do Congresso na mesma legislatura. O comunicado reforça que a recondução é vedada pela Constituição e que a “alternância de poder é essencial para a democracia”.

“O Congresso Nacional deve respeitar a Constituição Federal que muitos de seus antigos membros ajudaram a construir e à qual estará sempre submetido”, diz o texto. O texto é assinado por parlamentares do Cidadania, Rede, Podemos PSL, PSDB e Progressistas, a maioria do grupo Muda, Senado, além de Esperidião Amin (PP-SC) e Tasso Jereissati (PSDB-CE), que foi um dos principais aliados de Alcolumbre na eleição de 2019.

Principal adversário do grupo comandado por Maia, Arthur Lira (PP) tem hoje o apoio do presidente Jair Bolsonaro na disputa pela sucessão na Câmara. O STF começará a julgar, na próxima sexta-feira, 4, ação impetrada pelo PTB pedindo que a Corte impeça a reeleição de Maia e de Alcolumbre. Além disso, a sigla presidida por Roberto Jefferson e o Progressistas querem que o julgamento seja retirado do plenário virtual, já que ali os ministros ficam longe dos holofotes e não sofrem pressão da opinião pública. A eleição na Câmara e no Senado está marcada para 1.º de fevereiro de 2021.