Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senadores querem deixar MP do Código Florestal caducar

Equipe BR Político

Aprovada na Câmara dos Deputados na tarde desta quarta-feira, 29, a MP que altera o Código Florestal pode ter vida curta. Segundo o Broadcast Político, senadores estão fechando um acordo para não votar o texto. Se o Senado não apreciar a medida provisória, ela caducará no próximo dia 3 de junho. Dentre as medidas criticadas, estão a permissão para proprietários que desmataram recalcularem o total a ser recuperado com base no em porcentuais anteriores aos do atual Código Florestal e a redução da necessidade de proprietários rurais recomporem vegetação em área de reserva legal.

“O Senado não pode novamente votar a jato, horas depois da Câmara, uma Medida Provisória (867/19) que é uma porta para atear o Código Florestal ao lixo”, disse o senador Randolfe Rodrigues. “Essa medida, na prática, cheia de ‘emendas jabutis’ mal-intencionadas, irá impedir a recuperação de áreas já desmatadas, anistiar proprietários e até mesmo comprometer o cumprimento das metas do Acordo de Paris.”

Tudo o que sabemos sobre:

senadoMP do Código Florestal