Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Moro: ‘Prisão em segunda instância foi avanço’

Equipe BR Político

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, reforçou que é contra mudar a jurisprudência que permite prisões em segunda instância. Em entrevista ao Estadão, Moro disse que irá respeitar a decisão do Supremo Tribunal Federal no julgamento marcado para próxima quinta-feira sobre o tema e ressaltou que a prisão antes que todos os recursos sejam esgotados foi um “avanço”.

Sergio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública.

Sergio Moro. Foto: Carl de Souza/AFP

“Foi um grande avanço institucional os precedentes do Supremo desde 2016 na lavra do ministro Teori Zavascki (primeiro relator da Lava Jato, morto em acidente aéreo) admitindo execução em 2.ª instância”, disse. “Afinal de contas o processo tem que ter começo, meio e fim. Minha posição é favorável à atual jurisprudência. Vamos esperar para ver o que o Supremo vai decidir.” Moro incluiu em seu Pacote Anticrime enviado ao Congresso a inclusão em lei da prisão em segunda instância, mas os deputados que fazem parte do grupo de trabalho acreditaram que o tema só pode ser tratado por proposta de emenda à Constituição.