Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Silêncio federal sobre censura ao Porta dos Fundos

Equipe BR Político

Reinou um silêncio sepulcral nas contas ligadas ao governo federal e ao bolsonarismo a respeito da polêmica em torno da censura judicial ao grupo Porta dos Fundos nos dois dias em que este assunto dominou as redes sociais.

Nem o presidente Jair Bolsonaro nem os ministros da Justiça, Sérgio Moro, e do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio –a quem bizarramente está associada a área de Cultura– se posicionaram a respeito da determinação do desembargador do Rio Benedicto Abicair, depois cassada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, de mandar tirar do ar o especial de Natal do grupo.

O silêncio contrasta com outros episódios em que Bolsonaro e os filhos usaram fatos como a CPMI das Fake News para apontar tentativas de calar vozes conservadoras. E coaduna com a igual falta de manifestação quando a produtora do Porta dos Fundos foi atacada em um ato terrorista por um grupo de inspiração integralista no fim do ano, no Rio.