Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Simone vê interferência de Onyx em disputa no Senado

Equipe BR Político

A senadora Simone Tebet, disse nesta terça-feira, 22, que vai disputar a presidência da Casa depois de receber sinalizações de uma “interferência” do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), em prol de seu partido, o Democratas, na eleição da casa. “Acho que tem um ruído de interferência da Casa Civil aqui no Senado e isso foi uma das razões que entendi que tinha que colocar minha candidatura: para ver se realmente o governo está preterindo o MDB”, disse.

Para a senadora, o MDB tem direito a ficar com a presidência do Senado por ter eleito a maior bancada da Casa nas eleições de 2018. Caso o DEM, de Onyx, decida desrespeitar essa regra, o partido poderá prejudicar a votação de reformas importantes, como a da Previdência. Nos bastidores, Onyx vem estimulando o senador Davi Alcolumbre (DEM) a conquistar os votos necessários para vencer a disputa. “Eles estão equivocados e estão prejudicando o governo porque eles são governo. Estão colocando a presidência do Senado como um fim em si mesmo e estão esquecendo da governabilidade”, criticou.