Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sincronia de depósitos e saques

Vera Magalhães

Os maiores saques feitos por Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, em sua conta que movimentou R$ 1,2 milhão em um ano, eram precedidos de depósitos de valores iguais ou semelhantes. O dado, que consta de reportagem da Folha desta terça-feira, mostra uma característica típica de contas bancárias “de passagem“, em que o real destinatário dos recursos não é o titular.

O Ministério Público do Rio de Janeiro instaurou uma investigação criminal sigilosa com base no relatório do Coaf que aponta movimentação atípica na conta.