Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Sob críticas, Skaf explicita apoio da Fiesp a Bolsonaro

Vera Magalhães

Em artigo nesta quinta-feira na Folha, Paulo Skaf declara apoio explícito a Jair Bolsonaro, em nome da Fiesp. É a primeira vez que em décadas que o presidente atrela a entidade da indústria de forma tão clara a um projeto político, embora sob sua gestão ela já tenha intensificado as campanhas de cunho político, como o apoio ao impeachment e a defesa do fim da CPMF. A iniciativa parte justamente de um político, que se candidatou sucessivamente a cargos eletivos, se afastando da Fiesp e retomando seu comando logo em seguida às derrotas eleitorais.

Foto: Nilton Fukuda/Estadão

“Apoiamos o governo Bolsonaro? Sim. Ele promove a agenda econômica que sempre defendemos, de controle de gastos públicos, reformas estruturais, redução de juros, desburocratização… Bolsonaro colocou o país no rumo certo e tem dado demonstrações concretas de estar comprometido com o crescimento e com a geração de empregos”, diz Skaf no artigo.

A manifestação histórica mais próxima disso feita pela Fiesp foi na eleição de 1989, quando o então presidente Mário Amato, que, em plena campanha, previu uma fuga em massa de empresários do Brasil caso Lula vencesse Fernando Collor no pleito.

O texto de agora foi uma resposta à cobrança feita quanto à posição da Fiesp por colunistas do próprio jornal, como o cientista Celso Rocha de Barros (que questionava se a entidade era fascista) e o ex-prefeito petista Fernando Haddad, e ex-dirigentes da entidade, insatisfeitos com a aproximação a Bolsonaro.

Skaf ajuda ativamente na estratégia de Bolsonaro para a criação da Aliança pelo Brasil. Ele também colocou militares nos conselhos e nas diretorias da Fiesp, num sinal de sinergia com a gestão do presidente. Por fim, ele e Bolsonaro articulam uma candidatura conjunta à Prefeitura de São Paulo, e projetam um apoio futuro do presidente a uma nova tentativa do dirigente da Fiesp de disputar o governo do Estado.