Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

STF como ‘fator de estabilidade democrática’

Equipe BR Político

O ministro Dias Toffoli, que declarou recentemente não aceitar críticas ao Judiciário, reitera desde o final do ano passado que o Supremo tem um papel moderador na política. Na tarde de sábado, 6, em Boston, ele acrescentou que o Tribunal tem sido o “fator de estabilidade democrática” desde 2013 até hoje, informa o Estadão. “Se chegamos até aqui e o povo pôde escolher seus representantes para deputado, senador, governador e presidente da República foi graças ao Supremo Tribunal Federal”, afirmou no painel sobre o papel do Judiciário realizado em Harvard dentro da Brazil Conference, em Boston. Toffoli, desde que se tornou presidente da Corte, também gosta de dizer que é preciso dar protagonismo à política e não ao Judiciário, alvo de tantas críticas.

O presidente do STF listou várias crises recentes: começou nos protestos de rua em 2013, seguiu pelas eleições de 2014 – nas quais, segundo ele, foi plantado o “ovo da serpente” da polarização política que chegou ao ápice em 2018 -, citou as grandes operações de combate à corrupção, depois o impeachment de Dilma Rousseff, a prisão de Lula, as denúncias contra Michel Temer e as eleições do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:

Dias Toffolisupremo