Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

STF dá prazo para Planalto apresentar gravações citadas por Moro

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro do STF Celso de Mello deu o prazo de 72 horas para o Planalto apresentar as cópias das reuniões entre o presidente Jair Bolsonaro e o primeiro escalão do governo citado pelo ex-ministro Sérgio Moro em depoimento à Polícia Federal. A ordem do decano também obriga o governo a preservar a integridade do conteúdo da gravação e impedir que ele seja modificado.

O despacho, feito na noite de terça-feira, 5, foi deferido no inquérito que apura as acusações do ex-ministro de tentativa de “interferência política” de Bolsonaro no comando da Polícia Federal. Também ontem, o decano autorizou a realização de oitivas com três ministros palacianos próximos do presidente: Augusto Heleno (GSI), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Celso de Mello mandou as autoridades citadas a “preservar a integridade do conteúdo” da gravação e impedir “que os elementos nela contidos possam ser alterados, modificados ou, até mesmo, suprimidos”, informou o Broadcast Político.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Celso de MelloPlanalto