Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

STF dividido

Equipe BR Político

“O STF pagará um preço alto pelo solta-e-prende dos condenados em segunda instância. O episódio escancara a divisão entre os ministros e coroa um ano de desgastes”, escreveu Bruno Boghossian no Folha.

Para o colunista, a decisão ministro Marco Aurélio Mello o rebaixa ao papel de “carcereiro voluntarioso”, que conseguiu contrariar até colegas que, como ele, discordam da prisão de condenados em segunda instância. Vale destacar que fora das paredes do Supremo,  o “solta-e-prende” de ontem, 19, foi suficiente para trazer à tona o barulho de aspirantes a ditador que buscavam “cabos e soldados para fechar o tribunal”.