Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

STF julga hoje sobre direito ao aborto em caso de zika vírus

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O STF começa a julgar nesta sexta-feira, 24, se autoriza mulheres grávidas infectadas pelo vírus zika, que provoca a microcefalia, a optar pelo aborto. O pedido foi apresentado em 2016 pela Associação Nacional de Defensores Públicos (Anadep). Por conta da pandemia, a votação dos ministros será realizada por meio virtual.

Plenário do STF

Plenário do STF Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Entre os argumentos defendidos pela instituição para a permissão do aborto estão o de proteção da saúde, “inclusive no plano mental, da mulher e de sua autonomia reprodutiva”. A Anadep também aponta que a mulher tem direito à vida digna, garantindo a ela a “possibilidade de escolher não continuar com gravidez que lhe causa intenso sofrimento”.

O julgamento já está causando forte reações nas redes sociais. No Twitter, a hashtag #STFAbortoNao é um dos assuntos mais comentados nesta manhã. Ontem, o presidente Jair Bolsonaro chegou a declarar a um grupo de apoiadores que enquanto estiver na Presidência “não haverá” aborto.

Tudo o que sabemos sobre:

abortoSTFzika vírus