Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

STF renova prisão de extremista por mais 5 dias

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Denunciada pelo Ministério Público Federal por crime de injúria e ameaças contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF, a ativista extremista Sara Giromini vai ficar, no mínimo, mais cinco dias em prisão no Distrito Federal, segundo decisão da Suprema Corte desta sexta, 19, a pedido da Procuradoria-Geral da República.

A extremista Sara Giromini

A extremista Sara Giromini Foto: Reprodução/ Instagram

Ontem, a ministra Cármen Lúcia, do STF, negou o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa da organizadora do grupo “300 pelo Brasil”, classificado pelo MP de “milícia armada” pelo fato de seus integrantes portarem armas de fogo. Ela foi presa temporariamente na segunda, 15, no âmbito do inquérito aberto no STF que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

Moraes se reuniu na manhã de hoje com três ministros da área jurídica (Justiça, Secretaria-Geral da Presidência e AGU) do governo num gesto de reaproximação com o STF, uma vez que um dos principais motivos de atritos entre os dois Poderes foi demitido do Ministério da Educação no dia anterior.

Tudo o que sabemos sobre:

Sara GirominiSTFAlexandre de Moraesprisão