Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Cunha não seria beneficiado, diz defesa

Equipe BR Político

A defesa do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha contestou o argumento da força-tarefa da Lava Jato de que o deputado cassado seria libertado caso o STF decida barrar prisões após condenação em segunda instância. Em nota ao Valor, afirma que Cunha cumpre prisão preventiva, o que não seria alterada nem se o Supremo decidir que prisões só poderão ocorrer após trânsito em julgado, quando já não se pode mais recorrer.

Eduardo Cunha sendo levado à prisão pela Polícia Federal

Eduardo Cunha. Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

O Tribunal retomou o julgamento de ações sobre o tema nesta quarta, 23.