Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Superferiado em São Paulo é teste final antes de lockdown

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O superferiado que começou na quarta-feira, 21, na cidade de São Paulo, é a última cartada para tentar aumentar a taxa de isolamento social e evitar que o lockdown, medida mais severa de distanciamento, seja adotado. Às pressas, a Prefeitura antecipou dois feriados municipais (Corpus Christi e Dia da Consciência Negra) para ontem e hoje, e decretou ponto facultativo na sexta. O governo do Estado trabalha para antecipar o feriado de 9 de julho para a próxima segunda-feira, 25, e, dessa forma, acumular seis dias sem abertura de parte do comércio.

Feriado adiantado na cidade de São Paulo

Feriado adiantado na cidade de São Paulo Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Durante a coletiva de imprensa desta quinta-feira, 21, quando for anunciado o índice de isolamento ontem na Capital, teremos um termômetro de se houve adesão ou não da população ao superferiado. Nas últimas semanas, a taxa de distanciamento tem ficado abaixo dos 50%, número muito baixo para conter o avanço da covid-19. O espalhamento do vírus pelo interior e litoral preocupa o governo do Estado.

Ontem, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o Centro de Contingência ao Coronavírus já tem o protocolo para lockdown pronto. Portanto, se o superferiado falhar, a medida de endurecimento do isolamento social deverá ser implementado em São Paulo, com medidas focadas nas atividades comerciais.