Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Suspenso pelo Novo, Filipe Sabará se diz ‘perseguido’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Após a Comissão de Ética do partido Novo suspender os direitos de filiação de Filipe Sabará, o pré-candidato à Prefeitura de São Paulo se disse “perseguido” pelo ex-presidente da legenda João Amoêdo e “por uma ala esquerdista minoritária”. Ele alega que a perseguição ocorre “por ser uma pessoa de direita”. Com a decisão anunciada na quarta-feira, 23, a candidatura de Sabará fica suspensa até que a comissão julgue o caso em definitivo.

A candidatura de Sabará fica suspensa até que a Comissão de Ética do Novo julgue o caso em definitivo. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

“As críticas são infundadas, produzidas por aliados de João Amoedo que são de uma ala minoritária de esquerda do NOVO”, afirmou m nota divulgada nesta quinta-feira, 24. Sabará promete que vai tomar as medidas “judiciais cabíveis” para reverter a situação. A legenda não explica a razão da suspensão, alegando que o motivo é “sigiloso”.

“Estou entrando com todos os meios jurídicos e medidas judiciais cabíveis, tanto para reverter a situação, quanto para processar os responsáveis”, completa.