Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

TCU suspeita de irregularidades em gráfica e Inep

Equipe BR Político

A gráfica RR Donnelley, que imprimia o Enem e decretou falência nesta semana, e o Inep são suspeitos de irregularidades que teriam ajudado a empresa a ser a única a imprimir a prova durante dez anos. Segundo as denúncias, funcionários do Inep operavam o direcionamento da licitação a pedido de representantes da RR Donnelley. Os contratos anuais são de mais de R$ 120 milhões.

Relatório TCU, a que o Estadão teve acesso, recomendou em 2018 que não houvesse “excesso de rigor” nas exigências da licitação. Para o TCU, isso restringia a competição porque apenas a RR Donnelley poderia cumpri-las. Também pediu que o contrato não fosse mais prorrogado sem concorrência. Procurado, o Inep disse que “até o momento, não houve notificação oficial sobre a denúncia mencionada” e que “tão logo seja oficialmente notificado sobre a denúncia serão adotadas as medidas cabíveis junto às instâncias competentes”.

Tudo o que sabemos sobre:

gráficaTCUInepirregularidades