Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Telmário Mota encontra com Maduro e diz que fronteiras serão reabertas

Equipe BR Político

Enquanto o governo de Jair Bolsonaro continua reconhecendo Juan Guaidó como presidente da Venezuela, o senador Telmário Mota (PROS-RR) foi sozinho a Caracas se encontrar com Nicolás Maduro e tentar “restabelecer as relações diplomáticas, comerciais, culturais e sociais entre os dois países”. Segundo Mota, Maduro anunciou por meio do ministro de Relações Exteriores, Jorge Arreaza, que irá reabrir a fronteira com o Brasil, bloqueada desde o dia 21 de fevereiro.

“Quem mais sofre com o fechamento da fronteira é o meu Estado”, disse o senador. “Como senador, tenho a obrigação de obedecer fielmente aos interesses dos meus eleitores e os princípios de nossa Constituição, que nos obriga a buscar o diálogo, a cooperação e a paz. Por isso, peço, humildemente, ajuda para tentarmos reabrir a fronteira e normalizarmos as relações diplomáticas”, afirmou. Segundo o G1, o encontro de Mota com Maduro repercutiu mal no governo brasileiro, em especial porque no mesmo dia do encontro o Grupo de Lima, do qual o Brasil faz parte, pediu a ONU que tome atitudes para ” evitar a “deterioração progressiva da paz e da segurança” na Venezuela.

Tudo o que sabemos sobre:

Telmário Motanicolas maduroVenezuela