Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Terra estrangeira

Vera Magalhães

A presença de chineses como proprietários de terras no Brasil é relativamente modesta, e o avanço de estrangeiros na estrutura fundiária brasileira está mais ou menos estagnado desde 2010, graças a regras que o dificultam. É o que mostra levantamento do Estadão a partir de dados oficiais. Existem hoje no País 28.323 propriedades de terra em nome de estrangeiros, o que equivale a  3,617 milhões de hectares (a área do Estado do Rio). Os chineses detêm pouco mais de 10.000 hectares.

A flexibilização desses entraves para que estrangeiros comprem terras no Brasil é uma demanda do agronegócio, setor que apoia Jair Bolsonaro. O presidente eleito, no entanto, tem feito restrições à ideia de que os chineses comprem grandes extensões de terras no Brasil, como ocorre, por exemplo, em países da África.

Tudo o que sabemos sobre:

questão fundiáriaChinaBrasilAgronegócio