Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Testes nos Estados também estão próximos ao vencimento

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Levantamento feito pelo Estadão junto aos Estados mostra que além dos 6,86 milhões de testes RT-PCR no armazém do Ministério da Saúde que estão próximos do vencimento, lotes já enviados pelo governo federal aos entes federativos também correm o risco de ir parar na lata de lixo.

Foto: Mohd Rasfan/AFP

Perdem a validade entre dezembro e janeiro ao menos 605,5 mil unidades já enviadas a 17 Estados e Distrito Federal. Nove Estados se recusaram a fornecer os dados.

São Paulo, entre os Estados que responderam à reportagem, tem o maior estoque de testes (220 mil) com validade somente até dezembro. Em seguida vem Minas Gerais, com 167 mil exames que expiram no próximo mês. Já a Secretaria de Saúde do Ceará afirmou, por exemplo, que ali foram consumidos primeiro os testes com validade mais curta.

O Rio de Janeiro, que mais recebeu testes do ministério, não revelou os seus estoques até as 21 horas de terça-feira, 24. Além do Rio, os Estados que não forneceram os dados foram Santa Catarina, Mato Grosso, Pernambuco, Maranhão, Acre, Alagoas, Amapá e Rio Grande do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:

Covid-19testesvalidadeEstados