Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Tic-tac eleitoral

Vera Magalhães

O relógio eleitoral foi propositalmente atrasado por políticos com a auto-estima abalada pela Lava Jato, mas será que essa campanha encurtada não será uma armadilha para os grandes partidos?

Na minha coluna deste domingo no Estadão, falo sobre isso e pergunto se o desespero pelo “sprint” final na maratona não levará ao abuso de expedientes como fake news –para desconstruir adversários– e caixa dois, para driblar as restrições de financiamento. / V.M.