Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Toffoli diz que ‘não houve censura’, mas sim defesa do STF

Marcelo de Moraes

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, disse hoje, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que não “houve censura” com a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de proibir a divulgação de reportagem feita pela Revista Crusoé e pelo site O Antagonista, intitulada “O Amigo do Amigo do Meu Pai”. A reportagem se baseou num documento da Lava Jato, no qual  Marcelo Odebrecht diz que o amigo do amigo do meu pai se referia ao codinome atribuído a Toffoli usado em mensagem a executivos da Odebrecht.

“Hoje sou presidente da Corte. Querem atingir o STF, por isso temos de ter defesa, não podemos deixar o ódio entrar na nossa sociedade”, afirmou Toffoli na entrevista.  “Não se trata de censura. A Constituição fala em censura prévia e é clara quanto ao abuso no conteúdo divulgado”, disse, entendendo que a decisão do ministro Alexandre de Moraes se tratou de uma “proibição” já que teria se tratado, na sua visão, de “veiculação de matéria inverídica e não devidamente apurada”.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Dias Toffolicensura