Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Troca na PF cada dia mais próxima com Moro enfraquecido

Equipe BR Político

Parece ser uma questão de tempo a saída de Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal como uma das consequências do esgarçamento da relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sergio Moro, cujo guarda-chuva abriga a PF. Isso a julgar pela velocidade com que o nome do secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Gustavo Torres, circula como candidato.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça Sergio Moro

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça Sergio Moro. Foto: Carolina Antunes/PR

Segundo O Globo, Torres tem a seu favor a amizade com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, com quem esteve duas vezes na semana passada. Ele também teria o apreço dos filhos do presidente, Eduardo e Flávio Bolsonaro, conquistado ainda nos tempos em que Torres era chefe de gabinete do deputado Fernando Francischini (PSL-PR). Como reportado pelo Estadão, Bolsonaro e Moro quase romperam as relações na última quinta-feira, 29, mas respiraram fundo após o presidente alegar que teria muito a perder com eventual pedido de demissão de Moro.