Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Trump contesta apuração de votos em 4 Estados

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Diante da perspectiva de vitória do democrata Joe Biden na noite de quarta, 4, quando a Fox News deu vitória ao ex-vice-presidente de Barack Obama no Arizona às 23h20 (00h20, horário de Brasília), com apenas 73% dos votos contados no Estado, a campanha do presidente americano Donald Trump aumenta a pressão contra a apuração dos votos. O republicano contestou a contagem dos votos em quatro Estados antes do resultado final ser divulgado: Geórgia, Michigan, Pensilvânia e Wisconsin. Nesta manhã de quinta, 5, Trump tuitou duas vezes contra o processo:

No site da campanha à reeleição do presidente, anúncios para arrecadação de fundos para bancar os processos judiciais utilizam explicitamente a narrativa da fraude nas eleições. “OS DEMOCRATAS VÃO TENTAR ROUBAR ESTA ELEIÇÃO! O presidente precisa da SUA AJUDA!”, diz um dos anúncios.

Outra crítica recorrente é quanto aos votos por correspondência. Nesse ponto, são dois os principais questionamentos republicanos: a conferência da procedência e validade dos votos e a consideração apenas dos votos postados até a data limite estabelecida em cada Estado.

Tudo o que sabemos sobre:

votosEUAeleiçõesDonald Trump