Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Trump interdita negociação de pacote econômico até depois da eleição

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

No dia seguinte de sua saída do hospital e ainda se recuperando do coronavírus, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu interditar as negociações de um projeto de estímulo econômico que ofereceria ajuda adicional aos americanos até depois da eleição e fez com o mercado de ações caísse em velocidade acelerada. 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois de chegar na Casa Branca do hospital

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois de chegar na Casa Branca do hospital Foto: Ken Cedeno/EFE

As negociações ocorriam com líderes democratas, de quem o presidente disse recusar a proposta. A decisão de Trump foi anunciada pouco depois do presidente do Federal Reserve, Jerome H. Powell, fazer um apelo urgente pelo estímulo adicional, alertando que uma falha do Congresso em injetar mais ajuda federal na economia poderia enfraquecer a recuperação.

“Nancy Pelosi está pedindo $ 2,4 trilhões de dólares para resgatar Estados democratas, mal administrados e com alto índice de criminalidade, dinheiro que não está de forma alguma relacionado ao COVID-19. Fizemos uma oferta muito generosa de US $ 1,6 trilhão de dólares e, como sempre, ela não está negociando de boa fé. Estou rejeitando seu pedido e olhando para o futuro do nosso país. Instruí meus representantes a pararem de negociar até depois da eleição, quando, imediatamente após minha vitória, aprovaremos uma importante lei de estímulo que se concentra nos americanos trabalhadores e nas pequenas empresas”, anunciou o presidente pelo Twitter, como de costume.

O jornal americano New York Times classificou a mensagem como um “golpe final no conjunto intensivo de negociações”. Na série de publicações, Trump pediu aos seus correligionários no Senado se concentrarem não mais na negociação, mas na confirmação do nome de sua indicação à Suprema Corte americana.

Em uma tentativa de passar otimismo na mesma série que anunciou o gatilho da queda das ações de hoje, o republicano disse que a economia americana “está indo muito bem” e que o mercado de ações “está em níveis recordes”.