Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Trump pressionou secretário para ‘encontrar’ 11.780 votos na Geórgia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Donald Trump pressionou o secretário de Estado da Geórgia, o republicano Brad Raffensperger, para que encontrasse votos suficientes para reverter o resultado das eleições nos Estados Unidos, segundo publicou neste domingo, 3, o jornal The Washington Post, com base em gravações da conversa entre as duas partes no sábado.

Na conversa, Trump afirma: “Olha, tudo que eu preciso é disso. Só quero que encontre 11.780 votos.” De acordo com o presidente, não haveria nada de errado em dizer que os números haviam sido “recalculados”.

Segundo a publicação, Trump tentou bajulá-lo, implorou-lhe para agir e ameaçou-o caso o secretário de Estado se recusasse a prosseguir com suas falsas alegações, a certa altura alertando que Raffensperger estava assumindo “um grande risco”.

Durante a ligação, Raffensperger e o conselheiro geral de seu escritório rejeitaram as afirmações de Trump, explicando que o presidente está contando com teorias da conspiração desmentidas e que a vitória do presidente eleito Joe Biden com 11.779 votos na Geórgia foi justa e precisa, diz o jornal.

Pelo Twitter, Trump confirmou a existência da ligação e chamou Raffensperger de incapaz de responder ao golpe das “cédulas debaixo da mesa”, à destruição de cédulas ou aos votos de eleitores de fora da Geórgia. “Ele não faz ideia”.

O secretário respondeu, respeitosamente, que o que o presidente dizia não era verdade.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpEUAGeorgia