Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Tucano preferiu não relatar Previdência

Vera Magalhães

A escolha por Samuel Moreira para relatar a reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara foi definida depois que o também tucano paulista Eduardi Cury, que estava cotado para o posto, demonstrou desconforto com a possibilidade de assumir a tarefa. A razão é um fator que pode atingir vários deputados: aqueles que têm base de eleitores mais “territorial”, ou seja, que têm características de parlamentares distritais, demonstram temor de desgaste junto ao eleitorado com essa incumbência.

A articuladores do governo e de seu partido Cury disse que preferia ficar livre para defender as próprias posições na discussão da reforma. A partir disso, o nome de Moreira, que foi líder do governo Geraldo Alckmin na Assembleia e chefe da Casa Civil do tucano em São Paulo, voltou à baila. / V.M.